Publicado por : Wali Queiroz segunda-feira, 31 de outubro de 2016

A Xiaomi vem liberando, desde agosto, a nova versão da sua ROM e a atualização finalmente chegou aos aparelhos disponíveis no Brasil, Redmi 2 e Redmi 2 Pro. A MIUI 8 veio com algumas novidades na interface, mudanças positivas e outras negativas em aplicativos e novas funcionalidades, das quais falarei ao longo dessa postagem.


Vamos começar por uma das novidades mais legais dessa ROM: uma nova animação de captura de tela. Agora, no momento em que você tira um Screenshot, uma miniatura da tela capturada flutua até o canto superior do display e fica ali por alguns segundos, esperando por alguma ação. Quando você toca sobre ela, aparecem opções para compartilhamento, edição, exclusão e mais uma função interessante da MIUI 8: a captura de tela estendida. Com essa funcionalidade é possível estender longitudinalmente uma captura de tela. Ela é útil quando é necessário capturar um texto grande que não cabe totalmente na imagem exibida na tela no momento, por exemplo.

Confira no vídeo abaixo a funcionalidade da ferramenta:


A aba de notificações da MIUI 8 sofreu modificações bem radicais. O padrão dessa tela, que até a versão 7.5 da ROM era o modo aba dupla, agora vem em um modo de tela única onde temos o espaço para notificações e um carrossel de atalhos deslizantes, algo muito parecido com a aba de notificações da TouchWiz, interface da Samsung. Eu, particularmente, não gostei dessa modificação. É bem inconveniente não poder acessar todos os toggles de maneira mais direta. Felizmente é possível voltar para o padrão antigo nas configurações. A aba de notificações agora também exibe informações sobre o clima do local onde você está, e muda de cor ao sabor deste. Ela fica azul quando está nublado, roxa quando está frio, etc.

Quando ensolarado, ela fica esverdeada.
A nova ROM da Xiaomi também trouxe um novo sistema de gerenciamento de energia bem mais robusto que o das versões anteriores. O sistema dá informações detalhadas sobre a bateria, incluindo tempo estimado restante de duração de carga, quantidade de mAh disponível, voltagem e também monitora a temperatura do aparelho, exibindo um aviso de superaquecimento sempre que a mesma ultrapassa um limite em graus Celsius definido por padrão como 45º, mas é possível escolher outras opções de limite nas configurações. Não há mais perfis de bateria definidos pelo usuário, eles foram substituídos por um modo de economia de energia geral que monitora os processos em segundo plano para proporcionar uma economia maior. Além disso, o software ainda realiza análise dos gastos de bateria por aplicativos e sugere otimizações para economizar mais energia.

Informações detalhadas sobre o consumo de bateria (Clique para ampliar).

O aplicativo de notas também recebeu novidades. As anotações agora são distribuídas em quadros grandes pela interface do aplicativo e é possível adicionar templates personalizados ao fundo das notas criadas. Também dá para exportar uma nota como imagem *jpg.

Templates para personalizar o layout das notas.
O aplicativo de câmera sofreu leves modificações em sua interface e foi incluido um modo de captura no qual é possível fazer com que a câmera dispare quando algum áudio for captado pelo microfone do aparelho. A funcionalidade é a mesma de um timer.

O menu de configurações gerais da MIUI 8 chegou com menos subcategorias. Nessa versão, quase todas as principais configurações, que antes ficavam escondidas dentro de outros menus, aparecem na tela de ajustes principal.

A interface da Galeria sofreu modificações, ao meu ver, desnecessárias. Nessa versão, todos os álbuns, com exceção do com as fotos da câmera, videos e capturas de tela, ficam escondidos dentro de um submenu, tornando o acesso mais demorado, já que adiciona mais uma etapa para chegar às imagens, e isso chega a ser irritante para quem estava acostumando com a versão anterior (meu caso), onde os álbuns ficavam todos dispostos numa segunda tela. Apesar disso, a Galeria ganhou um editor de vídeos com recursos como recortes, inserção de áudio, texto e filtros, sendo 3 desses filtros modelos de edição automática que geram vídeos bem legais a partir do seu. Compartilhar um item dessa aplicação também ficou mais fácil, basta deslizar de baixo para cima no conteúdo a ser compartilhado que a tela de compartilhamento aparecerá; nessa interface é possível aplicar um filtro antes de enviar uma imagem.

Nova organização da galeria e editor de videos.

Algumas outras novas funcionalidades da MIUI 8 são:

  • Função Dual Apps – Permite clonar aplicações para ter duas contas ativas em simultâneo (duas contas de WhatsApp, por exemplo, uma para cada chip);
  • Second Space – Permite criar uma segunda sessão de modo a separar, por exemplo, o trabalho do lazer (Como as contas de usuário do Windows);
  • Agora é possível configurar atalhos para aplicativos na tela de bloqueio;
  • Controles do media player aparecem na tela de multitarefas;
  • Caller ID – detecta informações do contato mesmo que você não o tenha em sua agenda. Isto vale tanto para chamadas como em SMS. (Na prática, só funciona para número de empresas, anunciantes, etc.);
  • Quick Ball – Uma esfera flutuante (como aquela do Messenger do Facebook) que pode ser ativada na interface e, quando tocada, exibe atalhos;
  • Calculadora redesenhada capaz de calcular e converter quase tudo.

Nem tudo são flores...


Apesar de trazer muitas novidades e funcionalidades exclusivas nativamente, a MIUI 8, mesmo em sua versão global estável, também trouxe muitos bugs. Há relatos de usuários que não conseguem abrir a Galeria e eu já percebi que o gerenciamento de memória também não é muito eficiente nessa versão. O sistema consome mais RAM do que a versão 7.5, o que faz com que alguns aplicativos comecem a travar em certas circunstâncias, o que não ocorria com tanta frequência antes. Além disso, em determinados momentos a interface pisca uma imagem azul em parte da tela e a Galeria simplesmente não exibe a miniatura de algumas imagens.
A Xiaomi costuma ouvir seus usuários e por causa da quantidade expressiva de reclamações, ela provavelmente já está trabalhando na correção dessas falhas.

Ah, e, apesar de ter sido anunciada com Android 6.0 Marshmallow, a MIUI 8 para o Redmi 2/ Redmi 2 PRO é, pelo menos por enquanto, baseada no Android 5.1 Lollipop. Outros aparelhos da Xiaomi a receberam com o Marshmallow.


Deixe um comentário

Inscrever-se para posts | Inscrever-se para comentários

Os mais lidos

Parceiros

© 2014 TecnoFator - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.

- Copyright © TecnoFator - Tecnologia do Blogger - Modelo de Johanes Djogan - Adaptado por TecnoFator -